Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Iraque desmente que líder insurgente tenha sido capturado

O governo iraquiano desmentiu a captura de Abu Omar al-Baghdadi, líder do Estado Islâmico do Iraque, grupo insurgente supostamente ligado à Al-Qaeda, como havia informado na sexta-feira a rede de televisão al-Iraqiya."A pessoa que foi detida a oeste da capital não é o líder do Estado Islâmico do Iraque, mas um importante líder da Al-Qaeda no país", disse Qasem al Musawi, porta-voz oficial do plano de segurança para Bagdá, em uma breve declaração também emitida pela emissora al-Iraquiya.O desmentido de Musawi foi feito pouco após a emissora ter informado que, segundo fontes do Parlamento iraquiano, Baghdadi havia sido capturado nas proximidades de Abu Ghraib, entre Bagdá e Faluja, a oeste da capital iraquiana.No ano passado, uma aliança de grupos radicais islâmicos anunciou a criação do Estado Islâmico do Iraque, com suposta autoridade sobre as províncias de Diyala, Salah ad-din, Ninive, al-Anbar e uma área de Bagdá e da província de Babel, todas de maioria árabe sunita.Com o surgimento do grupo, Bagadadi foi proclamado "emir" (líder) do Estado, que pouco tempo depois recebeu o apoio da Al-Qaeda.O "Estado Islâmico do Iraque" assumiu a autoria, na semana passada, dos seqüestros e assassinatos de 18 policiais de elite e de funcionários da região de Diyala, como vingança pelo recente estupro de uma mulher sunita por xiitas.A organização também protagonizou há três dias o assalto à prisão de Mossul, em que 140 réus foram libertados, entre eles vários líderes da Al-Qaeda e de outros grupos radicais islâmicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.