Iraque destrói mais mísseis nesta segunda-feira

O governo iraquiano dava prosseguimento, hoje, à destruição de pelo menos mais sete mísseis Al Samoud 2, apertando o passo numa tentativa de evitar a guerra. Os inspetores de armas da ONU disseram que o Iraque se prepara para entregar um relatório sobre seu programa de destruição de antraz e do gás VX. Odai al-Tale, representante do Ministério da Informação, disse que o Iraque havia começado a destruir mais mísseis Al-Samoud 2 às 9h00 da manhã (hora local), e esperava que sete ou nove dessas armas fossem desmanteladas ainda hoje. Sob a supervisão dos inspetores da ONU,, o Iraque esmagou quatro mísseis no sábado e outros seis no domingo. Também foram destruídos dois moldes usados na produção de motores para outra classe de míssil, o Al-Fatah.O governo iraquiano disse ainda que iria submeter aos inspetores um relatório detalhado, por escrito, dentro de uma semana, com uma proposta para a verificação das alegações de que o país destruiu, por vontade própria, seus estoques de antraz e cerca de 1,5 tonelada de VX, um gás altamente letal, disse o porta-voz dos inspetores, Hiro Ueki. O conselheiro científico de Saddam Hussein, tenente-general Amer al-Saadi, afirmou, na noite de domingo, que o Iraque deseja realizar testes de DNA para determinar as características do antraz destruído.Os inspetores de armas foram hoje a uma fábrica de explosivos e produtos químicos e a uma fábrica de foguetes onde já tinham estado antes, a duas empresas importadoras e a uma fábrica de plásticos, informa o governo do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.