Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Iraque detalha plano de contingenciamento de petróleo

O governo do Iraque revelou detalhes de um plano de contingência, incluindo a reabertura de um oleoduto que conecta a região ao Mar Vermelho, pela Arábia Saudita, no caso de as tensões políticas com o Irã levarem ao fechamento do Estreito de Ormuz, informou o porta-voz iraquiano, Ali Al Dabbagh.

AE, Agência Estado

18 de março de 2012 | 15h46

Aproximadamente 80% do petróleo exportado pelo Iraque passa pelo estreito. O plano conta com a reabertura do oleoduto iraquiano e saudita para Yanbu, no Mar Vermelho. O oleoduto está fechado desde 1990, quando o Iraque invadiu o Kuwait. Riad confiscou o oleoduto, de 1,5 milhão de barris diários, que tem sido usado para embarques de derivados de petróleo para consumo doméstico.

A Arábia Saudita disse, quando confiscou a parte do oleoduto que passa em seu território, que o Iraque deve bilhões em dólares e pode usar parte da dívida para cobrir os custos do oleoduto. "O plano recomenda a reabertura do oleoduto com a Arábia Saudita se questões pendentes entre os dois forem resolvidas", afirmou o porta-voz, em um comunicado enviado por e-mail para a agência de notícias Dow Jones.

Exportação

O plano também propõe que o Iraque expanda suas rotas de exportação de petróleo, adicionando capacidade do oleoduto no norte para o porto mediterrâneo de Ceyhan, na Turquia. Atualmente, passam pelo oleoduto 400 mil barris por dia, mas esta quantia pode ser dobrada se forem feitos alguns reparos.

O Iraque exporta cerca de 1,7 milhão de barris por dia dos seus terminais ao sul, onde navios são carregados com petróleo e partem para diversas partes do mundo via Estreito de Ormuz. As exportações do óleo pelo Iraque, atualmente, estão em 2,2 milhões de barris diários.

Na terça-feira, o gabinete iraquiano havia aprovado o plano, mas não havia fornecido detalhes.

O plano também fala em aumento do número de caminhões para transportar petróleo bruto. "O plano de curto prazo sugere aceleração do trabalho para completar a construção do oleoduto estratégico que leve petróleo de Basra para o norte ligando-o ao oleoduto de exportação do Iraque com Turquia", acrescentou Dabbagh.

O plano de contingência ainda prevê a reabertura do oleoduto Iraque-Síria para o porto de Banias e do oleoduto Iraque-Líbano para Trípoli, e propõe a construção de um novo oleoduto para o porto de Aqaba, na Jordânia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
planooleodutoIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.