Iraque diz que 75 civis foram mortos

O Iraque informou que as forças da coalizão anglo-americana atacaram áreas civis no país, matando 75 pessoas e ferindo outras 290. O ministro da informação do Iraque, Mohammed Saeed al-Sahhaf, afirmou que os líderes das forças anglo-americanas deveriam ser julgados por crimes de guerra por atacarem estruturas públicas. "Os americanos e britânicos repetiram que os alvos eram prédios governamentais, como se esses prédios não fossem ocupados por humanos, como se esses edifícios não tivessem ligações com civis", afirmou. Sahhaf também se referiu às especulações de que o Iraque poderá usar armas químicas. Essas especulações ganharam força após as tropas anglo-americanas terem descoberto vestimentas de proteção a armas químicas e máscaras de gás. Segundo Sahhaf, ter esses equipamentos é um procedimento usual.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.