Iraque diz que tensões com Síria 'chegaram ao fim'

Abdul-Halim al-Zuhairi, um representante do primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, declarou hoje que as tensões entre Síria e Iraque "chegaram ao fim". Zuhairi, integrante do partido Dawa, ao qual Maliki é filiado, fez o comunicado depois de se reunir com o presidente da Síria em Damasco, a primeira visita deste tipo desde que as relações entre os antigos rivais se deterioraram um ano atrás.

AE-AP, Agência Estado

14 de setembro de 2010 | 14h37

No início deste ano, o vice-presidente iraquiano, Tariq al-Hashemi, também esteve em Damasco, mas a visita, hoje, foi a primeira de um enviado direto do primeiro-ministro depois que ele acusou a Síria de ter abrigado suspeitos que realizaram, no ano passado, ataques que mataram 101 pessoas em Bagdá. A Síria nega as acusações.

Os dois países chamaram seus embaixadores de volta e a questão representou um sério retrocesso nos esforços para melhorar as relações prejudicadas durante as décadas de governo de Saddam Hussein no Iraque. Os embaixadores ainda têm de voltar a seus postos. "Não há crise com a Síria. As relações estão normais e boas. Houve algumas declarações de alguns políticos e essas declarações foram substituídas", disse al-Zuhairi durante uma coletiva de imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueSíriatensãofim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.