Iraque é alvo dos EUA e Grã-Bretanha, diz jornal

Os Estados Unidos e a Grã-Bretanha estão se preparando para atacar o Iraque sob o pretexto da guerra contra o terrorismo, afirmou o vice-primeiro-ministro iraquiano, Tariq Aziz, em uma entrevista ao jornal britânico The Sunday Telegraph. Aziz afirmou ao diário que norte-americanos e britânicos pretendem atacar "300 alvos com 1.000 mísseis" no Iraque para derrubar o regime do presidente Saddam Hussein. A entrevista foi realizada em Bagdá na semana passada. "Sabemos que eles se preparam para um ataque desse tipo, e também que só falta definir o momento", afirmou Aziz. "Eles pretendem atacar o Iraque por interesse próprio, e não pelo que ocorre nos Estados Unidos. O que eles querem é acabar com esse governo, porque ele é independente". O vice-premier chamou ainda de "ridículas e infundadas" as acusações de que o Iraque está enviando aos EUA cartas contaminadas com antraz. "Seria um erro gravíssimo atacar o Iraque e o mundo árabe não toleraria essa agressão", afirmou Aziz, acrescentando que, nessa eventualidade, o Iraque não exerceria represálias militares. "Serão os árabes os que irão empreender ações políticas e de resistência, que deixarão os EUA num isolamento ainda maior", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.