Iraque e Arábia Saudita reabrem ponto da fronteira

Pela primeira vez desde a Guerra do Golfo, em 1991, o Iraque reabriu hoje um ponto da fronteira com a Arábia Saudita, para a importação de produtos humanitários. Segundo o ministro do Comércio iraquiano, Mohammed Mehdi Saleh, através do ponto de Arar, na fronteira sudoeste do Iraque com a Arábia Saudita, companhias sauditas poderão enviar bens humanitários ao Iraque, de acordo com o programa "petróleo por comida" da ONU.O programa foi criado em 1996 para aliviar o sofrimento de civis iraquianos, vivendo sob as sanções impostas ao país depois da invasão do Kuwait em 1990. O programa permite ao Iraque vender quantidades limitadas de petróleo para a compra de alimentos, remédios e outros produtos humanitários. As Nações Unidas enviaram agentes independentes de inspeção a Arar para se assegurar de que os produtos que entram no Iraque se enquadram em seu programa. A Arábia Saudita solicitou à ONU, em outubro de 2000, permissão para que o ponto da fronteira fosse reaberto. O Iraque apenas concordou com a proposta em junho último.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.