Iraque e EUA podem concluir acordo sobre tropas

O ministro das Relações Exteriores do Iraque, Hoshyar Zebari, disse que seu país e os Estados Unidos estão perto de concluir um acordo de segurança que incluiria a retirada da maior parte das forças de ocupação norte-americanas até 2011. "Temos um texto único, um rascunho final", afirmou Zebari a jornalistas durante uma conferência sobre segurança internacional em Genebra.Para o ministro, as conversações, que duraram vários meses, foram "duras, mas amistosas e cooperativas". "Agora, depende da liderança política tomar uma decisão política", acrescentou. O ministro disse ainda que, caso a situação da segurança no Iraque continue a melhorar, as tropas estrangeiras de ocupação poderão se retirar das cidades iraquianas em meados de 2009 e a maioria delas poderá sair do Iraque até 2011.Ele ressalvou que "não estamos falando de um cronograma fixo, estamos falando de um horizonte de tempo, de uma intenção". O ministro também disse que algumas forças estrangeiras ficarão no Iraque depois disso, para treinar o Exército iraquiano e para operações contra terroristas.Ele não chegou a comentar sobre os principais pontos de divergência entre os governos do Iraque e dos EUA nas conversações: se as tropas norte-americanas continuarão a poder lançar operações militares em território iraquiano sem autorização prévia do governo do país e se os estrangeiros armados em território iraquiano, sejam tropas regulares ou mercenários, continuarão a ter imunidade perante a Justiça do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.