Iraque elimina mais mísseis Al-Samoud-2

Os inspetores de armas das Nações Unidas intensificaram hoje a destruição de mísseis proibidos e regressaram a um complexo militar para supervisionar a eliminação de seis foguetes Al-Samoud-2.O processo de destruição começou ontem, quando motoniveladoras destruíram quatro mísseis, em cumprimento a uma exigência da ONU, que busca evitar um devastador ataque liderado pelos Estados Unidos contra o Iraque.Um funcionário do Ministério da Informação iraquiano, Odai al-Taie, disse que a "destruição de seis mísseis começou às 9h (horário local) de domingo em al-Taji", o mesmo lugar ao norte de Bagdá onde ocorreu a operação de ontem.Também hoje, os inspetores regressaram a al-Aziziya, uma pista para helicópteros localizada a cerca de 95 quilômetros ao sudeste de Bagdá, onde o Iraque afirma ter destruído seus bombas R-400 dotadas de ogivas bacteriológicas em 1991.No local, os inspetores tomaram mostras de algumas bombas que foram encontradas intactas, disse o porta-voz da ONU, Hiro Ueki.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.