Iraque expulsa cinco funcionários da ONU

O Iraque expulsou hoje cinco funcionários da ONU sob acusação de pôr em risco sua segurança. Segundo um porta-voz da chancelaria iraquiana, que falou na condição de anonimato, "há evidências de envolvimento (dos funcionários) em atividades incoerentes com suas funções".As Nações Unidas disseram que as justificativas do Iraque são inconsistentes, mas que os oficiais foram retirados de suas funções por razões de segurança.Todos os cinco - quatro nigerianos e um bósnio - trabalhavam no escritório da ONU responsável por supervisionar os programas humanitários no Iraque. A ONU monitora as vendas de petróleo iraquiano e o uso dos proventos para a compra de comida, remédios e outras necessidades básicas.Em uma carta ao embaixador iraquiano na ONU, o chefe do programa das Nações Unidas afirmou que o Iraque deveria detalhar suas acusações contra os cinco funcionários para o secretário-geral Kofi Annan.O escritório da ONU em Bagdá disse que os nigerianos deixaram Bagdá ontem, provavelmente com destino à Jordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.