Iraque impõe toque de recolher

O governo do Iraque estendeu o toque de recolher durante a manhã desta sexta-feira em Bagdá e em outras três províncias do país - Diyala, Salah ad-Din e Babel-, para tentar conter a onda de violência, que fez mais 83 mortos, segundo a polícia.A extensão do toque de recolher foi decretada pelo menos até as 16 horas de hoje (10 horas de Brasília), o que em princípio significa que os fiéis não poderão assistir à cerimônia religiosa das sextas-feiras nas mesquitas.A medida pretende evitar as concentrações que todas as sextas-feiras acontecem nas mesquitas, o que pode aumentar a tensão. Autoridades temem que clérigos incentivem a violência.Em diferentes horas da noite passada, 45 corpos foram encontrados perto de Rasafa, ao leste do Rio Tigre, em Bagdá, e outros 27 na parte oeste. Todos os cadáveres apresentavam marcas de tiros.Outros 11 corpos foram encontrados na manhã desta sexta-feira em diferentes bairros do sul e do sudoeste de Bagdá, seis deles em um estacionamento em Huseiniya, segundo as mesmas fontes.Embora os números sejam conflitantes, porque o governo não está oferecendo cálculos globais, calcula-se em 200 os mortos nas últimas 48 horas. A onda de violência entre xiitas e sunitas eclodiu após o atentado à bomba a uma mesquita xiita em Samara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.