Iraque informa que responderá resolução da ONU em breve

O Iraque deverá responder nos próximosdias a resolução adotada ontem pelo Conselho de Segurança dasNações Unidas que prevê a volta da inspeção de armas ao país,informou hoje a agência oficial de notícias iraquiana INA. Em uma curta nota de um parágrafo, a agência afirma que,apesar de a resolução ser "má e injusta", a administraçãoiraquiana "a estudará com tranqüilidade e emitirá a respostaadequada nos próximos dias". O comunicado citou uma "fonteoficial" não identificada. Este foi o primeiro sinal de que o governo iraquiano poderáemitir uma resposta à resolução da ONU. A decisão deverá sertomada durante uma reunião conjunta do Conselho de ComandoRevolucionário e o Comando Regional do governante Partido Baath.Tais reuniões são presididas pelo próprio presidente iraquiano,Saddam Hussein. No Cairo, o ministro das Relações Exteriores do Iraque, NajiSabri, confirmou que seu governo tomará seu tempo para respondera resolução, que foi adotada de maneira unânime pelo Conselho deSegurança. A ONU deu uma semana para que Bagdá aceite ou não aresolução. Sabri tentou também esfriar o triunfo diplomático americanoao conseguir a aprovação da resolução. "A agressiva metaamericana de utilizar o Conselho de Segurança como uma desculpapara uma agressão contra o Iraque se viu diante do obstáculo dacomunidade internacional", afirmou Sabri, referindo-se àsrevisões feitas no documento para se conseguir a aprovação daRússia, França e China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.