EFE/EPA/GAILAN HAJI
EFE/EPA/GAILAN HAJI

Iraque inicia 1ª eleição parlamentar após derrota do Estado Islâmico

Forças de segurança destacaram um amplo dispositivo de agentes para evitar ataques após ameaça do porta-voz do EI em abril

O Estado de S.Paulo

12 Maio 2018 | 04h56

BAGDÁ - As primeiras eleições parlamentares do Iraque após a derrota do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) tiveram início neste sábado, 12, em meio a grandes medidas de segurança por medo de possíveis ataques jihadistas. Cerca de 24 milhões de iraquianos estão convocados para os colégios eleitorais, que abriram suas portas às 7h (hora local) e que fecharão às 18h (hora local).

O partido político do primeiro-ministro Haider al-Abadi, da coalizão Al Nasr, espera conseguir apoio suficiente para se manter no poder. Sua principal tarefa será a reconstrução do país. Há 329 cadeiras em jogo, pelas quais competem 7.367 candidatos de 320 partidos políticos.

+ Conheça as principais derrotas do EI na Síria e no Iraque

O porta-voz do EI, Abu Hassan al Muhajir, ameaçou no dia 22 de abril cometer atentados nos colégios eleitorais no Iraque. Em mensagem divulgada pelo Telegram, Al Muhajir alertou sobre os "ataques ao governo xiita no Iraque e em todos os colégios eleitorais e as pessoas que estiverem dentro deles".

Para evitar qualquer ataque, as forças de segurança destacaram um amplo dispositivo de agentes, tanto nos arredores dos centros eleitorais, como em suas entradas, que contam com um sistema de vigilância aérea.

+ Iraque anuncia vitória contra extremistas do Estado Islâmico

+ A diferença entre as guerras na Síria e no Iraque

Na última quinta-feira, 10, começaram as eleições para os militares, membros das forças de segurança, presos, pessoas hospitalizadas e iraquianos que vivem fora do país. Espera-se que o anúncio dos resultados aconteça 24 horas depois do fechamento dos colégios. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.