Iraque instala seu Conselho de Governo

O Conselho de Governo iraquiano realizou neste domingo sua primeira reunião, um passo considerado fundamental para a democracia no País. O primeiro ato dos seus 25 integrantes foi declarar que o dia 9 de abril, quando Saddam Hussein foi deposto, será feriado nacional no Iraque. Também foi anunciado que foram eliminados do calendário nacional outras seis festas onde eram celebradas o antigo regime.O anúncio foi realizado por Mohammed Bahr al-Uloum, um dos integrantes do Conselho, que leu a declaração inaugural. ?A criação deste conselho representa a vontade nacional depois do colpaso do regime ditatorial?, afirmou, sob aplausos. Também foi estabelecido que as principais prioridades serão segurança, reativação da economia, a redação da nova Constituição e a convocação de uma eleição geral.Feriados extintos no Iraque 8 de fevereiro Tomada do poder pelo partido Baath, em 19637 de abril Fundação do partido Baath, em 194717 de abril Comemoração de vitória militar iraquiana durante a guerra Irã-Iraque, em 198728 de abril Aniversário de Saddam17 de julho Retorno do partido Baath ao poder, em 19688 de agosto Fim da guerra Irã-Iraque, em 1988Feriado criado 9 de abril Queda de Bagdá e do regime de Saddam HusseinA maioria dos integrantes do Conselho é formada por xiitas, que representam 60% dos 24 milhões de iraquianos, que sofreram durante o regime de Saddam. Até hoje os xiitas nunca tinham governado o País. Os novos líderes iraquianos, alguns vestidos com trajes tradicionais árabes, outros com vestes religiosas ou paletó e gravata, sentaram-se em um semicírculo, no centro de convenções da cidade. O administrador da ocupação Paul Bremer, foi uma das autoridades que acompanharam a cerimônia. O brasileiro Sergio Vieira de Mello, que representa as Organização das Nações Unidas (ONU) no Iraque, avaliou que a instalação do Conselho é um importante passo para o povo iraquiano reconquistar sua soberania. Ele disse que o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, assumiu o compromisso da organização permanecer no País pelo tempo que for necessário. Muitos dos membros do Coselho se manifestaram a favor dos Estados Unidos, durante a realização de uma conferência de imprensa. Outros criticaram os canais de televisão árabes e a BBC de Londres, por considerarem as coberturas feitas sobre a guerra favoráveis a Saddam.Os 25 integrantes do Conselho foram eleitos depois de mais de dois meses de consultas, que resultaram em intensas negociações nos últimos dias. Fazem parte do grupo o líder do Conselho Nacional do Iraque, Ahmad Chalabi; Abdel-Aziz al-Hakim, do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica; e o ex chanceler Adnan Pachachi. ?O lançamento do Conselho de Governo significa que os iraquianos têm o papel mais importante na condução do seu País?, afirmou Paul Bremer em discurso feito à televisão iraquiana. ?Representará a diversidade do Iraque, não importando se é xiita, sunita, árabe ou curdo, homem ou mulher, todos estarão representados?.O Conselho antecede a Assembléia Constitucional, que terá um ano para elaborar a nova Constituição do Iraque. Depois será convocado um referendo para que os cidadãos aprovem o texto. Em seguida, serão convocadas eleições, segundo previsões das autoridades norte-americanas.Membros do Conselho de Governo do Iraque Ahmad Chalabi Presidente do Congresso Nacional do IraquexiitaAbdel-Aziz al-Hakim líder do Supremo Conselho para a Revolução Islâmica xiitaIbrahim al-JaafariPartido Islâmico DawaxiitaNaseer al-ChaderchiPartido da Democracia NacionalsunitaJalal TalabaniUnião Patriótica do Curdistãosunita curdoMassoud Barzani Paritdo Democrata do Curdistãosunita curdoIyad Allawi líder do Acordo Nacional do Iraque xiitaAhmed al-Barakativista de direitos humanosxiitaAdnan Pachachiex-ministro de Relações ExterioressunitaAquila al-Hashimiespecialista em comércio exteriorxiitaRaja Habib al-Khuzaaifemale, diretora de hospital maternidade no sul do IraquexiitaHamid Majid MoussaPartido ComunistaxiitaMohammed Bahr al-Ulloumclérigo de NajafxiitaGhazi Mashal Ajil al-Yawer chefe tribal do norte do paíssunitaMohsen Abdel HamidPartido Islâmico do IraquesunitaSamir Shakir Mahmoud sunitaMahmoud Othman sunita curdoSalaheddine Bahaaeddin União Islâmica do Curdistãosunita curdoYounadem Kana   cristão assírioMouwafak al-Rabii   xiitaDara Noor Alzinjuiz Sondul ChapoukTurkoman Wael Abdul Latifgovernador de BasraxiitaAbdel-Karim Mahoud al-MohammedawiHezbollah de AmaraxiitaAbdel-Zahraa Othman MohammedPartido Islâmico Dawaxiita

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.