Iraque interroga grupo de jornalistas italianos

Sete jornalistas italianos detidos em Basra pela polícia do Iraque chegaram hoje a Bagdá, a capital do país, disse à Ansa Paolo Serventi Longhi, secretário do FNSI, principal associação sindical dos jornalistasitalianos. Os jornalistas estão sendo interrogados pelas autoridadesiraquianas. O grupo desapareceu ontem, quando estava a caminhode Basra.Os sete jornalistas, de acordo com a TV Al-Jazira, com sede noCatar, "foram bem tratados" pelas autoridades iraquianas. Todos eles possuem vínculos com os maiores jornais da Itália: Corriere della Sera, Sole 24 Ore, Messaggero, Mattino de Nápoles Unitá e Il Giornale. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.