Iraque: militantes lançam nova ofensiva contra refinaria

Militantes sunitas lançaram na madrugada desta quarta-feira uma nova ofensiva contra a refinaria iraquiana de Beiji, norte do país, mas foram repelidos por forças de segurança, afirmou o coronel Ali al-Quraishi, comandante das forças de contraterrorismo do Iraque, que está no local.

Agência Estado

25 de junho de 2014 | 14h32

O governo do primeiro-ministro Nouri al-Maliki luta para evitar os avanços dos militantes do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EILL), grupo sunita bem treinado que tem cerca de 10 mil combatentes em território iraquiano.

A resposta das forças do governo tem ficado bem aquém de uma confraofensiva e tem se restringido a áreas onde os xiitas correm perigo de se tornarem reféns de extremistas sunitas ou nas proximidades de um importante templo ao norte de Bagdá.

Autoridades iraquianas disseram à Associated Press que Maliki está disposto a aceitar, pelo menos temporariamente, a perda de grandes partes de território para os insurgentes sunitas enquanto envia seus melhores homens para defender Bagdá.

Milícias xiitas que respondem ao chamado de pegar em armas, feito por um importante clérigo, também estão concentradas em proteger a capital e templos xiitas. Combatentes curdos, por sua vez, tomaram uma cidade produtora de petróleo que fica fora de seu território autônomo e a tem defendido do EIIL.

Forças do governo, apoiadas por helicópteros armados com metralhadoras, lutam há uma semana para defender a refinaria de Beiji, a maior do país.

Os militantes atacaram a instalação novamente nesta quarta-feira, mas foram expulsos pelas forças do governo, informou o coronel Ali al-Quraishi. Segundo ele, seus homens trocaram disparos com insurgentes quando eles tentavam atacar um oleoduto próximo, ferindo um soldado. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquerefinariaataquesunitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.