Iraque nega que mísseis violem resolução da ONU

O vice-primeiro-ministro do Iraque, Tariq Aziz, negou que os mísseis encontrados pelos inspetores no país violem a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU). Aziz, que está na Itália, informou que o alcance dos mísseis está dentro dos limites determinados pela ONU. Segundo um grupo de especialistas que trabalha para a ONU, o Iraque desenvolveu mísseis de alcance superior a 150 quilômetros, violando resolução que limita a essa distância o seu alcance máximo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.