Iraque nega vínculo com difusão de antraz

O embaixador iraquiano em Moscou, Mozher Nuamman Whaib al-Doury, negou hoje qualquer vínculo do governo do Iraque com a difusão da bactéria antraz nos Estados Unidos. "O Iraque não dispõe de armas bacteriológicas ou outras de extermínio em massa", disse o embaixador à agência de notícias russa Itar-Tass. Ele sublinhou que "Washington sabe bem" que o Iraque não dispõe de armas bacteriológicas nem químicas. Depois de ter reafirmado "a compaixão" iraquiana pelas vítimas dos atentados de 11 de setembro, Al-Doury lembrou que "todos os dias as aviações norte-americana e britânica bombardeiam nossas cidades e as vidas dos iraquianos perdidos nestes bombardeios são igualmente valiosas". Leia o especial

Agencia Estado,

16 Outubro 2001 | 14h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.