Iraque pára de registrar vítimas civis da guerra

O Ministério da Saúde do Iraque deu ordens para que cesse a contagem das baixas civis causadas pela guerra, e orientou seu departamento de estatísticas a não divulgar os números já compilados, disse a autoridade responsável pela contagem à Associated Press. A ordem foi transmitida pelo diretor de planejamento do ministério, o médico Nazar Shabandar, mas a Autoridade Provisória, que é controlada pelos EUA e supervisiona o ministério, também desejava o fim da contagem, disse a médica Nagham Mohsen, chefe do departamento de estatística. ?Paramos de coletar essa informação porque nosso ministro não concorda com isso?, afirmou ela, acrescentando: ?A Autoridade Provisória não quer que seja feito?.O porta-voz da Autoridade não tinha comentários a respeito. As forças armadas americanas e britânicas não contam as baixas civis, limitando-se a afirmar que se esforçam para reduzi-las ao mínimo.Uma investigação sobre mortes de civis realizada pela AP documentou 3.240 vítimas entre 20 de março e 20 de abril. Essa apuração foi feita em metade dos hospitais do Iraque, e deixou claro que o número real de mortes de não-combatentes deveria ser muito maior. A contagem do Ministério prometia ser mais ampla.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.