Iraque pedirá controle sobre dinheiro do petróleo

O vice-ministro de Relações Exteriores do Iraque, Hamid al-Bayati, afirmou que fará um apelo à ONU para que o futuro governo de seu país tenha pleno controle sobre as receitas com a venda de petróleo, e para que as dívidas iraquianas sejam perdoadas ou reduzidas. "Nós exigimos que o futuro governo iraquiano exerça pleno controle sobre os recursos naturais do país, o que inclui o petróleo", declarou Al-Bayati em conversa com a Associated Press. "O governo soberano do Iraque deve controlar as receitas", enfatizou.Al-Bayati deverá deixar o Iraque amanhã para participar de reuniões com membros do Conselho de Segurança da ONU. "Existem negociações em andamento para que as dívidas (do regime deposto) sejam canceladas ou reduzidas", comentou. De acordo com ele, o Conselho de Governo iraquiano discutiu as exigências do país e outros temas considerados de interesse da ONU, como a soberania do Iraque e a realização de eleições.Apesar de os EUA terem planos de devolver a administração civil do país aos iraquianos, Washington pretende manter dezenas de milhares de soldados no país, e quer exercer influência sobre as questões mais importantes para o país árabe. Os americanos também insistem em manter o controle sobre o Fundo de Desenvolvimento do Iraque, estabelecido no ano passado pelo Conselho da ONU para financiar a reconstrução do país. O fundo é abastecido pelas receitas do Iraque com petróleo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.