Iraque quer reavaliar relações com os EUA

Um alto funcionário iraquiano disse que o regime de Saddam Hussein deseja reavaliar suas relações com os EUA, utilizando o diálogo em lugar das ameaças e da agressão. O jornal oficial Al-Kadissiya, em sua edição desta segunda-feira, transcreve tal afirmação, feita ontem pelo vice-primeiro-ministro iraquiano, Tarik Aziz. "O Iraque se propõe a solucionar todas as disputas por meio do diálogo, sob a condição de que o governo americano renuncie à sua política de agressão e de ameaças", disse Aziz ao jornal.A declaração do vice-primeiro-ministro foi feita no momento em que ocorre um intenso debate, no governo do presidente George W. Bush, para determinar se, após a guerra no Afeganistão, os EUA voltam sua mira para o Iraque. Recentemente, Bush advertiu Bagdá de que deve permitir o retorno dos inspetores de armas da ONU, ou "enfrentar as conseqüências" de uma recusa. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.