Iraque quer ser membro da Otan, segundo chefe do Estado-Maior

O Iraque pedirá no futuro para ser membro da Otan, e entrará em contato com a Aliança para ver a possibilidade de abrir negociações sobre o assunto, anunciou o chefe do Estado-Maior do Exército iraquiano, general Babakr Zebari. "Veremos a possibilidade de negociar para que o Iraque seja membro da Otan", disse Zebari em entrevista publicada hoje pelo jornal árabe internacional Al-Hayat. Até o momento, a Turquia - vizinha do Iraque - é o único país muçulmano membro da Otan.O alto militar iraquiano também advertiu contra uma possível retirada surpresa das tropas britânicas do sul do Iraque, ao considerar que "teria negativas repercussões" sobre a segurança dessa área. O Reino Unido mantém mais de 8.000 soldados no sul iraquiano, cujos habitantes são na maioria xiitas.Sobre a possibilidade de que os países árabes enviem tropas ao Iraque para ajudar no restabelecimento da segurança no país, Zebari disse que Bagdá "não se oporá a isso, se servir aos interesses do Iraque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.