Iraque rejeita retorno de inspetores de armas da ONU

O Iraque rejeitou as exigências de um retorno incondicional dos inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU) ao país, de acordo com informações da rede BBC. O vice-primeiro-ministro do Iraque, Tariq Aziz, afirmou que Bagdá teve uma experiência ruim com os inspetores da ONU no passado, ressaltando que o retorno desses oficiais não "evitaria uma agressão" dos EUA ao país. Em entrevista a um canal de TV, com sede em Dubai, Aziz declarou que o pronunciamento do presidente dos EUA, George W. Bush, na ONU, foi "mentiroso e calunioso". De acordo com a BBC, Aziz declarou que os EUA aprenderão uma lição se invadirem o Iraque.Veja o especial sobre o aniversário do 11/9

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.