Iraque revela plano de rebeldes de atacar EUA e Europa

Explosões do final de semana na Suécia são parte desses atentados, indicam autoridades

Agência Estado

15 de dezembro de 2010 | 12h39

BAGDÁ - Duas autoridades iraquianas disseram nesta quarta-feira, 15, que o governo obteve confissões de insurgentes capturados que afirmaram que a Al-Qaeda planeja realizar ataques suicidas nos EUA e na Europa durante o período de Natal.

 

Veja também:

especialEspecial: As franquias da Al-Qaeda

 

O ministro do Interior do Iraque, Jawad al-Bolani, afirmou que o ataque realizado no centro de Estocolmo, na Suécia, no último fim de semana, faz parte desses planos, segundo revelações dos insurgentes. Já o ministro de Relações Exteriores, Hoshyar Zebari, disse em entrevista concedida em Nova York, que as afirmações são "uma ameaça importante".

 

Tanto al-Bolani quanto Zebari disseram que o Iraque informou a Interpol sobre a ameaça e que alertou autoridades nos EUA e na Europa. Nenhum deles mencionou especificamente quais países europeus seriam alvo de ataques. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.