Iraque se compromete a destruir mísseis

O governo iraquiano confirmou que a destruição dos mísseis Al Samoud 2 começará neste sábado. O diretor-geral do Ministério da Informação, Udai Al Tai, declarou que especialistas iraquianos e da ONU vão se reunir pela manhã para "definir os detalhes técnicos e iniciar o plano de destruição dos mísseis". A decisão de destruir os foguetes, um teste fundamental da sinceridade dos compromissos assumido por Saddam Hussein com as Nações Unidas, surge na última hora e foi recebida conforme o esperado: comemorada pelos países que se opõem à guerra, e encarada com ceticismo pelos que preferem ver Saddam Hussein desarmado à força.O principal inspetor de armas da ONU, Hans Blix, qualificou a decisão como ?muito significativa - um verdadeiro desarmamento?. Blix ordenou ao Iraque que destruísse os mísseis até sábado, depois de examinar 40 vôos-teste do modelo Al Samoud 2. Em 13 dos testes, os mísseis superaram o limite de alcance de 150 quilômetros, fixado pelas Nações Unidas; em 27, caíram abaixo do limite.O Iraque sustenta que os mísseis que superaram o limite só o fizeram porque estavam desprovidos de ogiva ou de sistemas de orientação, considerou a decisão injusta e pediu uma discussão técnica com os inspetores. O principal representante de Blix, Demetrius Perricos, planeja realizar essa discussão no sábado, ?com vistas a iniciar o processo de destruição? no mesmo dia, segundo o porta-voz dos inspetores, Hiro Ueki.Especialistas americanos temem que, se o Iraque estiver escondendo armas químicas e biológicas, os Al Samoud 2 poderiam ser usados para dispará-las contra as tropas dos EUA já posicionadas no Golfo Pérsico. A destruição pode se constituir na explosão, esmagamento ou desmontagem dos mísseis.ReaçõesO primeiro-ministro britânico, Tony Blair, saudou a decisão iraquiana com ceticismo. ?No instante em que ouvi ... que Saddam Hussein vinha dizendo que não destruiria os mísseis foi o instante em que eu soube que, mais tarde, ele anunciaria - imediatamente antes do relatório do dr. Blix - que iria, de fato, destruí-los?, disse Blair, numa entrevista coletiva concedida na Espanha. ?Ele nunca faz concessões sem estar sob a ameaça de força?.?Este é um passo importante no processo de desarmamento pacífico do Iraque?, afirmou o chanceler francês Dominique de Villepin. ?Isso prova que os inspetores estão conseguindo resultados?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.