Iraque: voluntários vão para Ramadi enfrentar rebeldes

Autoridades iraquianas estão transportando cerca de 4 mil voluntários para Ramadi, cidade a oeste de Bagdá, a fim de ajudar a reforçar as forças do governo que enfrentam militantes sunitas.

AE, Agência Estado

12 de julho de 2014 | 11h33

Cerca de 2,5 mil voluntários chegaram a Ramadi, 115 quilômetros a oeste da capital, na sexta-feira. A região deve receber os 1,5 mil voluntários remanescentes neste sábado, conforme o general Rasheed Flayeh, comandante de operações na província de Anbar. Eles estão sendo levados de Bagdá para Ramadi de helicóptero.

A grande maioria dos voluntários são xiitas que responderam a uma convocação do principal clérigo xiita do país, o aiatolá Ali al-Sistani, para defender o Iraque dos militantes que tomaram o controle de grande parte do norte e oeste do país ao longo do mês passado. Os rebeldes sunitas são comandados pelo grupo extremista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que declarou unilateralmente a criação de um Estado islâmico governado pela lei sharia no território que controla, abrangendo a fronteira entre Iraque e Síria.

Ramadi é a capital de Anbar, uma província majoritariamente sunita e uma das frentes de batalha mais ativas no Iraque. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.