Iraquiano que atirou sapatos em Bush será libertado

O jornalista iraquiano Muntadhar al-Zeidi, aprisionado por atirar seus sapatos no ex-presidente norte-americano George W. Bush, será libertado no próximo dia 14 de setembro, informou seu advogado. Ele teve sua sentença reduzida por bom comportamento.

AE-AP, Agencia Estado

29 de agosto de 2009 | 17h34

O ato de protesto do jornalista de 30 anos, durante a última visita de Bush ao Iraque como presidente dos Estados Unidos, transformou-o em um herói do mundo árabe, que se ressentia da invasão e ocupação americana ao país em 2003. "O protesto de al-Zeidi expressou o desejo real e os sentimentos do povo iraquiano. Sua raiva contra Bush é resultado do sofrimento de seu povo", afirmou o parlamentar sunita Dhafir al-Ani.

O jornalista está em custódia desde 14 de dezembro de 2008. Inicialmente, ele foi sentenciado a três anos de prisão, mas a sentença foi reduzida para um ano, já que o jornalista não possui ficha criminal. Agora, em função de seu bom comportamento, ele será libertado três meses antes do previsto.

Tudo o que sabemos sobre:
sapatoBushjornalista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.