Iraquiano que perdeu as pernas detectando minas conta sua rotina

Hushyar Ali dedicou 25 anos de sua vida a achar explosivos.

BBC Brasil, BBC

27 Setembro 2011 | 11h18

Hushyar Ali dedicou os últimos 25 anos de sua vida ao trabalho de detectar minas explosivas, na fronteira do Iraque com o Quirguistão. Mas ele pagou um preço alto: Ali perdeu as duas pernas em explosões.

Ele trabalha em Halapja, a região curda onde, em 1988, o regime de Saddam Hussein usou armas químicas para matar cinco mil pessoas. O local ainda tem grande concentração de minas.

Ali conta que perdeu uma perna em 1989 para uma mina fabricada nos Estados Unidos. No ano seguinte, ele perdeu a outra para um explosivo de fabricação italiana. Ele diz que, por conta dos acidentes, uma parte da região foi batizada com o seu nome.

O iraquiano diz que sua prótese, fabricada no Japão, pode ser usada até como uma mesa para segurar o seu chá. Foi uma ONG do Japão que o resgatou e o levou para o país, onde passou por uma cirurgia para receber as próteses.

Hushyar Ali diz que seu trabalho salvou muitas vidas e devolveu a terra àqueles que precisam dela. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.