Iraquianos não aceitarão dominação estrangeira, diz oposição

O líder do maior grupo da oposição iraquiana a Saddam Hussein alertou nesta terça-feira que o povo do Iraque combaterá qualquer forma de dominação dos EstadosUnidos no caso de o presidente iraquiano ser deposto."As forças de coalizão são bem-vindas no Iraque desde queajudem a libertar o povo iraquiano da ditadura de Saddam, mas os iraquianos resistirão a elas se nosso país for ocupado ou colonizado", avisou o aiatolá Mohammed Baqir al-Hakim, líder do Conselho Supremo pela Revolução Islâmica no Iraque, com sede em Teerã."O povo iraquiano resistirá de todas as formas legítimas,inclusive o uso da força e das armas se eles (os Estados Unidos e seus liados) tentarem dominar o Iraque", disse ele durante entrevista coletiva na capital iraniana.As autoridades norte-americanas vêm dizendo que pretendem instalar em Bagdá um regime militar liderado pelos Estados Unidos. O poder seria transmitido a um governo interino meses após a eventual queda de Saddam. Washington tem a esperança de que suas ações resultem num regime considerado democrático no Iraque.Hakim disse que seu partido mantém consultas com outros grupos da oposição a Saddam Hussein para discutir os desdobramentos após a invasão liderada pelos EUA."Todos os grupos de oposição concordam que o futuro governo em Bagdá será nacional, federal, democrático e representado por todos os grupos étnicos e religiosos. Qualquer solução imposta por estrangeiros será rejeitada", garantiu. Veja o especial :

Agencia Estado,

25 de março de 2003 | 14h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.