Irene pode ser extremamente perigoso, diz Obama

O governo dos Estados Unidos está pronto para responder ao potencialmente "histórico" furacão Irene, disse o presidente Barack Obama nesta sexta-feira, advertindo aos moradores que estão no caminho da tempestade que prestem atenção aos alertas e comecem a tomar precauções.

AE, Agência Estado

26 de agosto de 2011 | 12h59

"Tudo indica que este será um furacão histórico", disse Obama sobre o Irene, que deve atingir a costa leste norte-americana no final de semana.

Em mensagem de áudio feita durante suas férias em Martha''s Vineyard, Obama advertiu os moradores que estão no caminho da tempestade que levem a sério as precauções para o furacão. Os moradores que receberem ordens para deixar suas casas devem obedecer, disse ele, dando a entender que Irene pode ser "extremamente perigoso e de alto custo".

Uma série de órgãos federais tem se preparado durante a semana para a chegada do furacão e Obama disse que funcionários do governo já prepararam água, comida e outros suprimentos para serem enviados assim que o Irene chegar.

Ele afirmou que funcionários federais já chegaram aos Estados que devem ser afetados vão coordenar, com funcionários locais, as ações necessárias, que vão continuar durante o final de semana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAfuracãoIreneObamaperigoso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.