Irlandês é eleito presidente do Parlamento Europeu

O político liberal irlandês Pat Cox foi eleito presidente do Parlamento Europeu, após um inesperado e duro confronto com um desafiante escocês com fortes ligações com o primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair. Cox venceu por maioria absoluta, no terceiro turno, com 298 votos a seu favor. O socialista escocês David Martin obteve 236 votos, enquanto o nacionalista dinamarquês Jens-Peter Bonde angariou apenas 33. Ao todo, 586 membros do Parlamento de 626 cadeiras participaram do turno que decidiu a eleição. Os resultados das duas primeiras votações não foram capazes de gerar maioria absoluta para Cox, com Martin, filiado ao Partido Trabalhista Britânico, bem próximo no número de votos. Outros três candidatos também entraram na disputa. Depois de conquistar a vitória, Cox agradeceu aos parlamentares por confiarem no representante de uma pequena nação e de um pequeno partido para presidir o Parlamento Europeu. "Esta é uma forte mensagem que vocês enviam a uma Europa prestes a se expandir", declarou. Apesar de o Parlamento já existir há 52 anos, esta foi a primeira vez em que ocorreu uma disputa de verdade para eleger o mais poderoso membro desta instituição européia. No passado, um candidato era escolhido para o posto após um acordo entre líderes dos partidos.

Agencia Estado,

15 Janeiro 2002 | 15h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.