Irlandês escapa do WTC; irmã e sobrinha morrem no avião

Um irlandês que escapou sem ferimentos do desastre no World Trade Center descobriu mais tarde que sua irmã e uma sobrinha estavam em um dos aviões que se espatifaram contra a torre, disse nesta quarta-feira um parente seu. John Clifford, de Cork, na Irlanda, disse à televisão irlandesa que seu irmão Ronnie, de 47 anos, havia sobrevivido ao atentado, mas que sua irmã Ruth McCourt, de 45, e sua sobrinha Juliana, de 4, morreram. "Tragicamente, minha irmã bateu contra uma das torres enquanto meu irmão estava no térreo. Ele está salvo, mas muito traumatizado." Ronnie Clifford estava trabalhando em uma das torres quando esta foi atingida pelo vôo 175 da United Airlines, contou seu irmão. McCourt tinha tomado o avião em Boston para ir até Los Angeles. John Clifford disse que seu irmão "viu coisas que jamais esquecerá. Muito triste. Muito cruel, mas ele se salvou". "Fiquei muito preocupado quando as duas torres caíram, porque eu sabia que Ronnie trabalhava numa delas", disse Clifford. "Ele telefonou para contar que havia conseguido, estava vivo, e que havia saído inteiro" do acidente. "Mas ele tinha um pressentimento de que sua irmã - minha irmã - tinha partido do aeroporto de Boston a caminho de Los Angeles, com a filha, por volta das 7h30. Então ficamos preocupados, achando que nossa irmã poderia estar em um dos dois vôos que bateram contra as torres - e isto foi confirmado", disse Clifford.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.