Irmã de Fidel assegura que líder cubano deixou UTI

O presidente cubano, Fidel Castro, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em que se encontrava após ter sido submetido a uma operação cirúrgica para deter uma hemorragia intestinal, anunciou na noite desta quarta-feira em Miami sua irmã, Juanita Castro.Em declarações ao Canal 6 da televisão local de Miami, que integra a rede americana NBC, Juanita afirmou que uma pessoa próxima ao líder cubano com a qual falou em Havana lhe disse que Fidel estava sob observação pós-operatório."Mas ele já deixou os cuidados intensivos", acrescentou a irmã de Fidel, que deixou Cuba em 1964 por divergências políticas com o próprio líder da Revolução Cubana.Por outro lado, o presidente da Assembléia Nacional Cubana, Ricardo Alarcón, afirmou hoje que Fidel Castro se encontra "muito vivo e muito alerta", em declarações à emissora de rádio americana Democracy Now!.Em comunicado divulgado na noite de terça-feira, o presidente cubano assegurou que se encontra bem e que se recupera normalmente da cirurgia. Juanita Castro, de 73 anos, é gerente de uma farmácia nos EUA e geralmente evita fazer declarações à imprensa. Na farmácia que dirige, os empregados estão acostumados ao silêncio de Juanita quando fazem comentários sobre Cuba, e mais ainda na situação atual, após o anúncio na última segunda-feira de que Fidel tinha cedido provisoriamente o poder a seu irmão Raúl.Juanita Castro acrescentou ao Canal 6 que embora não compartilhe dos pontos de vista políticos de Fidel, sente tristeza pela forma com a qual os cubanos de Miami festejaram a gravidade da doença de seu irmão.Além de Juanita, outro parente direto de Fidel Castro vive em Miami. Trata-se de Alina Fernández, filha do líder e de Natália Revuelta, e que abandonou Cuba há 15 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.