Furacão Irma mata ao menos 17 pessoas no Caribe

Previsão é de que o fenômeno natural chegue à Flórida neste fim de semana; ao menos 17 pessoas morreram

EFE, O Estado de S.Paulo

08 Setembro 2017 | 08h41

WASHINGTON - O olho do furacão Irma chegou nesta sexta-feira, 8, na ilha Grande Inagua, no sul das Bahamas, com ventos máximos de até 260km/h, que o mantêm na categoria de intensidade 5, apesar de ter perdido força nas últimas horas, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, sigla em inglês).

Às 2h (horário local, 3h de Brasília), o olho de Irma passava 30 quilômetros ao norte de Grande Inagua - que tem mil habitantes - a uma velocidade de 26km/h em direção norte-noroeste.

Embora o furacão siga na categoria de intensidade 5, a máxima na escala Saffir-Simpson, os ventos atuais de 260km/h indicam que perdeu alguma força, perto dos 295km/h registrado nos últimos dias.

O olho do Irma seguirá avançando durante a manhã desta sexta-feira para o sudeste das Bahamas e depois para a costa norte cubana e o resto das Bahamas durante o dia de hoje e parte do sábado, 9, de acordo como o NHC.

Após sua passagem por Cuba e Bahamas, o furação deve chegar na Flórida neste de semana.

O furacão está agora a 840 quilômetros de Miami (Estados Unidos), onde deve chegar no domingo, 10.

O Irma deixou até agora pelo menos 17 mortos em sua passagem pelas Pequenas Antilhas e Porto Rico. / EFE

Voos cancelados. A aproximação do Furacão Irma da costa dos Estados Unidos levou companhias aéreas a cancelarem voos entre aeroportos brasileiros e os terminais de Fort Lauderdale e Orlando, na Flórida. A região está na possível rota do furacão. A Azul Linhas Aéreas cancelou seis voos entre o aeroporto internacional de Viracopos e os aeroportos da Flórida, alegando a previsão de condições meteorológicas severas nessas rotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.