Irmandade é acusada de ações violentas

A Irmandade Muçulmana foi fundada em 1928 por Hassan al Banna no Egito após o colapso do Império Otomano. A entidade é um dos grupos mais controvertidos do mundo árabe. O grupo é visto como partido político e democrático, mas também foi acusado de diversos ataques contra o governo egípcio e estrangeiros nas últimas décadas. Suas ramificações também colocaram o grupo contra os regimes de outros países árabes, como a Síria e Iraque. Ao mesmo tempo que é retratada como um grupo político injustamente oprimido pelo governo egípcio, a Irmandade Muçulmana, um movimento sunita, já foi acusada de uma série de atos violentos.

, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.