Irmandade Muçulmana boicota eleições

Jordanianos votaram ontem em suas primeiras eleições parlamentares desde os protestos da Primavera Árabe. A Irmandade Muçulmana, principal partido islâmico, boicotou a votação, alegando que o sistema eleitoral tinha sido manipulado em favor de áreas rurais tribais, onde forças conservadoras e pró-governo estão "entrincheiradas", e contra grandes áreas urbanas povoadas, onde o partido é mais forte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.