Irmãos sobrevivem a queda de avião na Rússia

Garoto de 8 anos e a irmã, de 14, permanecem em estado grave; investigações apontam para falha de piloto em acidente que causou a morte de 44

, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2011 | 00h00

MOSCOU

Um menino de 10 anos e sua irmã, de 14, estão entre os oito sobreviventes da queda do avião Tupolev 134, em Petrozavodsk, no norte da Rússia, que causou a morte de outras 44 pessoas. A mãe das crianças morreu no acidente.

Uma vez que o garoto - assim como os demais sobreviventes - está em estado grave, não pôde ser transferido para um hospital em Moscou, onde está a irmã e os demais feridos. O tio das crianças, que os aguardava no aeroporto de Petrozavodsk, teve uma crise cardíaca quando viu o acidente, foi hospitalizado e teve de passar por cirurgia de emergência.

O vice-primeiro-ministro da Rússia, Serguei Ivanov, disse ontem que uma falha humana é a causa mais provável do acidente. O Tupolev-134 da RusAir caiu em uma estrada a cerca de um quilômetro do aeroporto. Segundo Ivanov, dados iniciais indicam falha humana. "Em condições meteorológicas ruins, ele (o piloto) virou para a direita da pista e, sob neblina, buscou a pista visualmente até o último minuto, mas não encontrou", afirmou.

O porta-voz da agência de transportes aéreos russa, Serguei Izvolski, disse que o avião se aproximou com pouca altitude, atingindo uma árvore e um cabo de energia, apagando a pista por alguns segundos. Logo após o acidente, surgiram fotografias e vídeos amadores mostrando os corpos espalhados pela estrada e o incêndio da aeronave. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.