Isaf admite morte de 5 civis no sul do Afeganistão

Na quinta-feira passada, forças bombardearam a província de Helmand, sul do país

Efe

16 de agosto de 2010 | 05h42

CABUL - A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) reconheceu nesta segunda-feira, 16, ter causado as mortes de cinco civis em um bombardeio sobre a província afegã de Helmand (sul), segundo os primeiros dados da investigação.

O fato aconteceu na quinta-feira passada no distrito de Lashkar Gah, onde a aviação da Isaf bombardeou um recinto em uma região, Loyadera, na qual uma patrulha da organização era objeto de um "intenso" ataque insurgente.

Segundo reconheceu a Isaf em comunicado, três civis mortos e outros quatro feridos foram levados esse mesmo dia para um posto de controle próximo, no qual morreram duas das pessoas feridas.

A Isaf abriu na sexta-feira uma investigação conjunta com as autoridades afegãs para averiguar o sucedido.

"Embora a equipe ainda não tenha terminado sua análise, acredita que há provas de que os civis estavam no recinto atacado pelas forças da coalizão durante a operação" assegurou nesta segunda-feira a organização no comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.