Islâmico ameaça decapitar dois americanos

Um líder extremista islâmico ameaçou hoje decapitar um casal de americanos caso o governo filipino não desista de sua ofensiva contra o seu grupo. Abu Sabaya, chefe dos rebeldes do Abu Sayyaf, que atua no sul das Filipinas, afirmou que matará os missionários Martin e Gracia Burnham, da cidade de Wichita, Kansas, antes da viagem oficial da presidente Gloria Macapagal Arroyo aos Estados Unidos, que está planejada para 20 de novembro. "Seria muito embaraçoso se a presidente Arroyo for aos EUA com os corpos de Martin e Gracia" afirmou Sabaya à Rádio Mindanao. O Abu Sayyaf seqüestrou dezenas de estrangeiros e filipinos nos últimos anos e conseguiu milhões de dólares com resgates.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.