Islâmicos prometem boicotar eleição de hoje

Os jordanianos vão às urnas hoje para escolher o novo Parlamento do país. Governado pelo rei Abdullah II, o país também sofreu com os protestos da Primavera Árabe, mas o monarca propôs uma série de reformas para reduzir as queixas e se comprometeu a ceder parte de seu poder para líderes eleitos democraticamente. Partidos islâmicos, como a Irmandade Muçulmana, boicotarão a votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.