Islândia anuncia convenção de igualdade de gênero

A Islândia anunciou uma conferência na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre mulheres e igualdade de gênero em que só homens foram convidados. O ministro de Relações Exteriores do país, Gunnar Bragi Sveinsson, afirmou durante a Assembleia Gerald da ONU que uma conferência para homens em janeiro será única, "porque será a primeira vez que as Nações Unidas reúnem apenas homens para discutir igualdade de gênero".

Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2014 | 19h49

Sveinsson disse que a conferência coordenada pela Islândia e pelo Suriname vai ser uma "contribuição excepcional" próximo ao aniversário de 20 anos do marco da conferência da ONU para mulheres em Pequim. Ele disse que a reunião terá um foco especial em violência contra a mulher.

A conferência mundial de 1995 da ONU sobre mulheres, com a presença de Hillary Clinton, então primeira-dama dos EUA, estimulou líderes globais com sua declaração de que "direitos das mulheres são direitos humanos". Cerca de 190 países adotaram uma plataforma para atingir a igualdade de gênero.

A conferência inusitada é parte de uma campanha global lançada neste ano para que 100.000 homens se envolvam na luta a favor da igualdade de gêneros, uma das metas da ONU para 2015. A campanha "He for she" é apoiada por celebridades, como a atriz Emma Watson e os atores Matt Damon e Antonio Banderas. De acordo com a diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, as projeções estimam que, se as coisas não mudarem, vai demorar 95 anos para atingir a igualdade de gêneros.

Islândia e Suriname estão em posições opostas em rankings globais sobre direitos das mulheres. O Relatório Global sobre Desigualdade de gênero de 2013 compilado pelo Fórum Econômico Mundial (FMI) elegeu a Islândia o melhor país em igualdade de gênero em aspectos econômicos, de saúde e outros. O Suriname ficou em 110º lugar. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ONUmulheres

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.