Ian Langsdon/Efe
Ian Langsdon/Efe

Islândia reconhece o Estado palestino

Assim, se torna o primeiro país da Europa ocidental a fazer o reconhecimento

15 de dezembro de 2011 | 10h28

A Islândia anunciou nesta quinta-feira, 15, o reconhecimento do Estado Palestino, sendo o primeiro país da Europa ocidental a tomar a decisão, conforme informações da AFP.

 

Veja também:

documento PARA ENTENDER: A Palestina na Unesco

documento ENTENDA: Admissão à ONU é processo lento

tabela HOTSITE: A busca pelo Estado palestino

 

O ministro de Relações Exteriores do país, Össur Skarphendinsson, se reuniu com seu homólogo palestino, Riad Malki, na Casa de cultura de Reikiavik, onde também pretendem estabelecer relações diplomáticas, de acordo com a agência.

 

No final de novembro, o parlamento islandês apresentou uma resolução autorizando o governo a reconhecer o Estado palestino como independente e soberano no marco das fronteiras anteriores à Guerra dos seis dias, em 1967.

 

Mais de cem países reconhecem o Estado Palestino, entre eles a República Checa, Polônia, Hungria e Malta.

 
Tudo o que sabemos sobre:
Estado PalestinoIslândiaEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.