Israel abate avião sírio que teria invadido seu espaço aéreo; Damasco contesta

De acordo com comunicado do Exército, aeronave do tipo Sukhoi 'invadiu em dois quilômetros o espaço aéreo israelense'; segundo agência oficial de notícias da síria Sana, avião do país conduzia bombardeios contra grupos terroristas na província de Deraa

O Estado de S.Paulo

24 Julho 2018 | 09h53
Atualizado 24 Julho 2018 | 15h35

JERUSALÉM - O Exército de Israel derrubou nesta terça-feira, 24, um avião de combate sírio que teria invadido o espaço aéreo do país.

"O Exército israelense detectou o avião sírio do tipo Sukhoi que invadiu em dois quilômetros o espaço aéreo israelense e disparou dois mísseis Patriot em sua direção", afirmou o Exército em comunicado.

Míssil de Israel derrubou avião sírio
Imagem registrada na cidade israelense de Safed mostra rastro dos mísseis Patriot usados par abater avião sírio. Foto: REUTERS

Os militares israelenses também disseram que "desde as primeiras horas da manhã houve um aumento dos combates internos na Síria", incluindo um aumento na atividade das forças aéreas do governo sírio.

Uma fonte militar síria afirmou que o governo israelense derrubou uma aeronave que participava de operações contra jihadistas na Província de Deraa, no sul do território sírio, perto da fronteira com as Colinas do Golã.

"(Israel) disparou contra um de nossos aviões (...) no espaço aéreo sírio", disse a fonte, citada pela Sana, agência oficial de notícias da Síria. 

"A agressão israelense confirma seu apoio aos grupos terroristas armados e teve como alvo uma de nossas aeronaves militares que bombardeava grupos (terroristas) nas margens do rio Yarmuk", completou a fonte.

Ainda não há informações sobre os pilotos do avião abatido. / AFP e EFE

Mais conteúdo sobre:
Síria [Ásia]Israel [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.