Israel acusa AP por novo atentado suicida

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, responsabilizou a Autoridade Nacional Palestina, presidida por Yasser Arafat, pelo atentado suicida palestino deste domingo na cidade de Kfar Saba, a 20 quilômetros de Tel Aviv. O ataque aconteceu na manhã de hoje quando um suicida acionou uma bomba, carregada em sua cintura, em um ponto de ônibus no centro da cidade. Duas pessoas morreram e pelo menos 40 ficaram feridas no atentado. Para as autoridades israelenses, o autor do ataque suicida é integrante do grupo militante islâmico Hamas, facção que tem ligações com o Movimento da Irmandade Islâmica.Apesar de não ter assumido a autoria do atentado, o Hamas classificou o ataque como um ?ato de legítima defesa?.O atentado aconteceu algumas horas depois que autoridades palestinas e israelense se reuniram para discutir soluções para encerrar a onda de violência que atinge a região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.