Israel acusa Hamas de disparar bombas de fósforo

A polícia israelense disse que militantes do Hamas dispararam, pela primeira vez, uma bomba de fósforo da Faixa de Gaza para Israel. O porta-voz da polícia, Mick Rsenfeld, disse que o morteiro explodiu num campo próximo a cidade fronteiriça de Sderot na noite de hoje (horário local). Não houve vítimas. O Human Rights Watch afirmou que Israel usou bombas de fósforo branco em área densamente habitadas por civis, que servem para iluminar alvos durante a noite ou criar uma cortina de fumaça para ataques diurnos contra alvos em Gaza. Bombas de fósforo queimam qualquer coisa que entre em contato com seu material e significam uma ameaça para não-combatentes se usadas em áreas civis. Israel afirma que usa munições de acordo com as leis internacionais. Israel lançou uma ofensiva contra os militantes do Hamas em Gaza em 27 de dezembro numa tentativa de pôr fim a anos de ataques de foguetes contra o sul de Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.