Israel alerta palestinos sobre aproximação com Hamas

JERUSALÉM - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que a Autoridade Palestina não deve buscar a reconciliação com o grupo militante palestino Hamas. Segundo ele, caso isso ocorra, não haverá paz com Israel.

AE, Agência Estado

29 de março de 2011 | 14h42

 

Veja também:

especialInfográfico: As fronteiras da guerra no Oriente Médio

especialLinha do tempo: Idas e vindas das negociações de paz

forum Enquete: Qual a melhor solução para o conflito?

 

"Nós ouvimos que a Autoridade Palestina está pensando em se unir ao Hamas. Eu direi a eles algo muito simples: você não pode ter a paz com Israel e com o Hamas. É um ou o outro. Não ambos", afirmou Netanyahu durante discurso para a arrecadadores de fundos judaicos. "Escolham a paz com Israel. Abandonem a união com o Hamas porque esse grupo é a antítese da paz," afirmou Netanyahu.

 

Funcionários do movimento Fatah, do primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas Abbas, que controla a Cisjordânia, e os rivais do grupo islâmico Hamas, que controlam a Faixa de Gaza, disseram no sábado que os dois lados tiveram "conversas positivas" para superar suas diferenças.

 

Abbas aceitou um convite do Hamas para visitar Gaza. A Autoridade Palestina pretende realizar eleições presidenciais e legislativas em até seis meses, mas não há data marcada para isso. O Hamas e o Fatah romperam em 2007, quando o grupo islâmico expulsou as forças de Abbas de Gaza. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosHamasFatahpaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.