Israel alivia bloqueio e permite exportações de Gaza

O governo de Israel decidiu hoje elevar o número de produtos que podem ser exportados pela Faixa de Gaza, aliviando um pouco mais o bloqueio imposto ao território governado pelo grupo palestino Hamas. O Gabinete de Segurança de Israel informou que a decisão vai expandir a atividade econômica para os moradores da Faixa de Gaza.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2010 | 16h25

Críticos do bloqueio saudaram a decisão como um primeiro passo, mas dizem que mais medidas são necessárias para ressuscitar os negócios no território. O secretário de gabinete Tzvi Hauser disse que Israel deseja "aliviar a pressão sobre a população de Gaza que está sob o governo opressivo e terrorista do Hamas".

Israel e o Egito bloquearam Gaza depois que o Hamas tomou o poder do território, em junho de 2007. Israel diz que o bloqueio impede que o Hamas se rearme, mas críticos dizem que ele atinge os cidadãos comuns do território.

Até agora, Israel permitia apenas a exportação de morangos e flores produzidos em Gaza. Pela nova regulação, os palestinos de Gaza poderão exportar móveis, têxteis e produtos agrícolas, informou o porta-voz militar israelense, major Guy Inbar. Segundo ele, o aumento do número dos produtos enviado para Cisjordânia e para outros países vai ocorrer gradualmente. Inbar disse também que os embarques terão início em breve.

O número de caminhões que levam bens para Gaza também vai aumentar até meados do ano que vem, informou Inbar. Cerca de 250 caminhões cruzam a fronteira em direção a Gaza diariamente, volume que vai chegar a 400, disse ele. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
bloqueioexportaçõesIsraelGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.