Israel ameaça retomar assassinatos seletivos contra o Hamas

Israel retomará seus assassinatos seletivos se o Hamas recomeçar os atentados suicidas contra israelenses, advertiu hoje o ministro da Defesa do país, Shaul Mofaz."Se o Hamas renovar seus atos terroristas, Israel atuará contra esse movimento como fez no passado, inclusive com os assassinatos seletivos", ameaçou Mofaz. O responsável pela Defesa israelense disse que seu país não tem previsão de tomar medidas para enfraquecer o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e repetiu que Israel não negociará com o Hamas por se tratar de uma organização terrorista.Segundo Mofaz, a ANP "tem agora duas cabeças. É preciso esperar até depois do período de transição para ver a realidade dos territórios palestinos". O ministro israelense também afirmou que a situação de segurança melhorou desde a retirada israelense de Gaza, com quase nenhum ferido civil ou militar israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.