Jalaa Marey/AFP
Jalaa Marey/AFP

Israel anuncia construção de sistema de defesa subterrâneo em sua fronteira norte

Segundo o porta-voz do governo, medida é de 'precaução' e 'faz parte de um plano maior'; sistema servirá para proteger o país de túneis ilegais vindos do Líbano

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2020 | 11h11

As Forças Armadas de Israel anunciaram o início da construção de um sistema de defesa subterrâneo em sua fronteira norte para proteger o país de túneis ilegais vindos do Líbano. De acordo com o porta-voz Jonathan Conricus, o projeto vai contar com meios para identificar atividade sísmica e acústica correlata à construção dos túneis e outros mecanismos de defesa.

O que nós estamos fazendo hoje é parte de um plano maior", disse Conricus. "Nós entendemos que as nossas ações serão vistas e ouvidas do outro lado da fronteira e nós queremos explicar a razão de estarmos fazendo isso. É uma medida de precaução", completou.

Em 2019, Israel implodiu uma série de túneis fronteiriços ligados ao grupo terrorista libanês Hezbollah, que está em uma guerrilha com o país desde o fim de uma guerra que terminou com um cessar-fogo negociado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2006. O Hezbollah é aliado ao Irã, principal adversário gepolítico de Israel no Oriente Médio, e prometeu retaliação após a morte do general iraniano Qassim Suleimani, em ataque americano no início deste ano.

O último embate entre as duas partes aconteceu no último mês de setembro, quando o Hezbollah atirou mísseis antitanque contra Israel e o país respondeu com disparos de artilharia. Não houve mortos ou feridos no episódio./AP.

Tudo o que sabemos sobre:
HezbollahIsrael [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.