Israel anuncia retirada de Belém e Faixa de Gaza

Israel anunciou hoje que começará, amanhã, a retirar suas tropas da cidade de Belém, na Cisjordânia, e de áreas palestinas na Faixa de Gaza, seguindo-se a um acordo atingido hoje durante uma reunião entre funcionários de segurança israelenses e palestinos, informou o Ministério da Defesa do estado judeu. Em um comunicado emitido após três horas de reunião entre o ministro da Defesa de Israel, Binyamin Ben-Eliezer, e o recém apontado ministro do Interior palestino, Abdel Razak Yehiyeh, o Ministério da Defesa disse que as forças israelenses vão se retirar sob a condição "de que o lado palestino assuma a responsabilidade de acalmar a situação de segurança e de reduzir a violência". Segundo o comunicado, o encontro, que contou com a presença de outras autoridades de ambos os lados, foi "construtivo" tanto para Israel como para a Autoridade Palestina. Os palestinos não comentaram imediatamente o acordo. Em caso de êxito, o plano de segurança poderá abrir o caminho para um cessar-fogo e, neste caso, pôr fim a 22 meses de violência no Oriente Médio, que causou a morte de centenas de pessoas. Segundo o plano, batizado anteriormente de "Primeiro Gaza", as forças palestinas retomariam a segurança nas áreas desocupadas pelas tropas israelenses, e evitariam ataques terroristas. Se os ataques cessarem em Gaza e outras áreas onde as tropas se retirarem, então seria estendido gradualmente a zonas sob controle da Autoridade Palestina. Grandes Acontecimentos InternacionaisESPECIAL ORIENTE MÉDIO

Agencia Estado,

18 Agosto 2002 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.